Estupra, quase é linchado e acaba preso | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Estupra, quase é linchado e acaba preso

Estupra, quase é linchado e acaba preso

Um homem foi preso em flagrante na noite de quarta-feira, logo após estuprar uma mulher no Morada do Vale I. O acusado, D.C.G., 28 anos, teria arrastado a vítima, uma mulher de 57 anos para o mato próximo da escola Presidente Getúlio Vargas, onde cometeu o estupro. Em seguida, ele foi encontrado pelos moradores e por pouco não foi linchado.
O crime aconteceu por volta das 20h de quarta-feira, quando a mulher, que terá o nome preservado, seguia pela rua Antenor Lemos, no bairro Morada do Vale I. Ela contou que foi surpreendida pelo estuprador que a arrastou para uma obra que fica na rua Antenor, onde mediante ameaça, teria a estuprado. Logo apos cometer o crime, o homem teria mandado a mulher ir embora e ficar de bico calado.
Com medo a vítima saiu do local, mas ao chegar na rua, ficou escondida atrás da escola chorando. Moradores próximos viram a cena e partiram atrás do suspeito. Enquanto isso, uma Guarnição do Grupamento Patrimonial da Guarda Municipal de Gravataí que realizava rondas no entorno da E.M.E.F. Presidente Getúlio Vargas quando os agentes foram informados sobre o acontecido com a mulher e foram falar com ela.
Para a guarnição, ela afirmou o que tinha acontecido e apontou o local onde foi violentada. Os guardas foram até o local indicado e encontraram o suspeito tomando uma coça dos moradores próximos, que revoltados, por muito pouco não lincharam o acusado. Para controlar a situação, os agentes pediram apoio, via rádio, para uma guarnição do Grupamento de Operações Urbanas.
A vítima foi até o local, onde reconheceu o acusado que foi socorrido pelo SAMU e levado até o hospital Dom João Becker onde foi medicado. Em seguida foi encaminhado ate a delegacia de Pronto Atendimento (DPPA), onde foi autuado em flagrante por estupro. Após, o suspeito foi encaminhado ao Presídio Central de Porto Alegre.

Texto: Patricia Mello