Promotor anuncia que menores que praticaram assalto na cidade alta, serão recolhidos à Fase | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Promotor anuncia que menores que praticaram assalto na cidade alta, serão recolhidos à Fase

O Promotor Público da Comarca de Santo Antônio da Patrulha informou esta noite à reportagem do Grupo 2M que ajuizou ação contra os dois adolescentes apreendidos na manhã dessa quinta-feira em virtude de assalto praticado contra a residência da enfermeira Kathia Machado da Cunha localizada na cidade alta na esquina das Ruas Marco Cristino Fioravante com Senador Alberto Pasqualin.

Camilo Santana acrescentou que ambos serão acusados de roubo e porte ilegal de arma, pedindo a internação na Fase. Os pedidos estão com o Poder Judiciário devendo o encaminhamento para a Fase ser feito ainda esta noite. Ambos têm 17 anos de idade e a arma utilizada tem numeração raspada o que – segundo disse – torna a conduta mais grave. De outra parte adiantou que o terceiro suspeito identificado como sendo Francisco Calbo Gonçalves, que é maior de idade, já foi recolhido ao Presídio Modulado de Osório.

O FATO

O assalto foi cometido nessa quinta-feira por volta das seis horas da manhã, quando três indivíduos utilizando toucas ninja, surpreenderam Kathia na garagem da casa, quando ela se preparava para ir ao trabalho. Surpresa ela gritou, sendo agredida com um coronhaço no rosto e golpes no pescoço sendo empurrada para o interior da casa. O marido, ao ouvir os gritos de sua mulher, foi ver o que estava acontecendo, sendo também imobilizado pelos indivíduos. Foi a ação da filha Jordana, que estava em seu quarto e ao ver a movimentação, logo deduziu ser um assalto chaveando a porta e ligando para o 190. A Brigada, utilizando inclusive policiais de folga e comandados pelo Sargento Nilson e Capitão Delamar, invadiram a casa detendo os três suspeitos, um dos quais, ao ver a aproximação da Polícia, deitou-se ao lado das pessoas que estavam no chão cm mãos amarradas com fita crepe, tentando se fazer passar por uma das vítimas, mas sendo identificado pelos policiais e detido a exemplo dos demais que estavam em outras peças da casa.

Kathia classificou o gesto de sua filha Jordana como heroico sendo que foi por sua ação, conforme disse, que se evitou fato mais grave. Ao mesmo tempo agradece a ação dos policiais que abortaram o assalto praticado. Todo o produto do roubo foi recuperado. A Polícia Civil iniciou imediatamente as investigações para esclarecer esse e outros crimes possivelmente praticados pelos suspeitos.

sirene-policia1



Profissional atuando há 50 anos no jornalismo.