Lucas Stecanela finalmente nos braços da família! | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Lucas Stecanela finalmente nos braços da família!

Lucas Stecanela finalmente nos braços da família!

Na noite de 28 de outubro do ano passado, Lucas da Silveira Stecanela estava reunido com amigos no apartamento em que estava morando em Londres. Ao subir em uma escada, se desequilibrou, caiu, batendo com a cabeça. Em estado gravíssimo foi levado imediatamente a um Hospital. Eram poucas as chances de sobrevivência, mas a constituição física e a extraordinária corrente de orações o devolveram à vida! Há duas semanas, o jovem está com a família e agora fala para a Folha Patrulhense a respeito de tudo o que aconteceu e como foi o tratamento.
FOLHA PATRULHENSE: Lucas, como foi que tudo aconteceu?
LUCAS STECANELA: Olá, Hermogenes. Confesso que não lembro do ocorrido. Somente tenho lembrança que trabalhei o dia todo e a noite estava reunido com uns amigos e amigas no apartamento onde eu morava.
FOLHA: Como foi o socorro que te prestaram?
LUCAS: Segundo informações, fui muito bem atendimento. Meu amigo chamou a ambulância que não demorou 5 minutos para o socorro. Fui levado para o hospital em Southampton e lá fui imediatamente atendido.
FOLHA: Quanto tempo permaneceste internado?
LUCAS: Fiquei 25 dias internado na UTI neurológica no hospital em Southampton, após fui transferido para a UTI clínica do hospital de Winchester, e após, encaminhado para o quarto hospitalar, que permaneci até o dia 07/01/2020. Nesta data fui transferido para uma clínica de reabilitação em Kingston, Londres, permanecendo até 09/03/2020.
FOLHA: Houve uma grande corrente de orações em solidariedade contigo. O que tu dirias a respeito desse sentimento que tomou conta de centenas de pessoas durante tua recuperação?
LUCAS: Apenas agradecer a Deus por ter me dado a oportunidade de viver novamente, bem como agradecer do fundo do meu coração a todas pessoas que rezaram e torceram por mim. Isso mostra que a oração tem poder!
FOLHA: Estás de volta ao convívio dos familiares. Quando retornaste para Santo Antônio? Chegaste a fazer quarentena?
LUCAS: Retornei para SAP no dia 23 de março. Fui diretamente do aeroporto para minha casa, sem contato com as pessoas, cumprindo rigorosamente a quarentena. Mais uma vez, graças a Deus, não apresentei nenhum sintomas do coronavírus.
FOLHA: Pretendes retornar à Europa?
LUCAS: Ainda é cedo para falar. Quero aproveitar minha família e terminar minha faculdade de fisioterapia (só falta 1 ano e meio). Quem sabe um dia voltarei?! Talvez a trabalho ou a passeio. Só o tempo vai dizer.
Mas tenho ideia de conhecer outros países, completando 100 ao todo.
FOLHA: O que mais gostarias de acrescentar?
LUCAS: Mais uma vez quero agradecer as orações de todos!
Agradecer a minha família que me acompanhou o tempo todo, tanto lá quanto aqui.
Importante também agradecer ao país da Inglaterra que me proporcionou todo o tratamento pelo sistema de saúde NHS.
Por fim, queria dizer para vocês que a vida é muito curta. Devemos aproveitar ao máximo cada minuto. Aproveitar a família, amigos e conhecer muitos lugares, pois são as lembranças que ficam.