Justiça federal absolve ex-deputado Edir Oliveira | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Justiça federal absolve ex-deputado Edir Oliveira

Justiça federal absolve  ex-deputado Edir Oliveira

Depois de 11 anos, finalmente a Justiça Federa julgou o ex-deputado federal, Edir Oliveira. Em sua decisão o Juiz Paulo Cézar Alves Sodré, da 7ª Vara Criminal da Justiça Federal do Mato Grosso, julgou improcedente a pretensão punitiva, ABSOLVENDO Edir Pedro de Oliveira das imputações dos crimes descritos na denúncia.

Relembrando o caso
Em 2006 foi desbaratada uma organização criminosa comandada por uma empresa com sede em Mato Grosso, que supostamente mantinha acordo com parlamentares para vender ambulâncias. Preso pela Policia Federal, o proprietário celebrou com o Ministério Público Federal o então primeiro acordo de delação premiada realizado no âmbito político do Brasil. Na delação, dentre mais de 50 deputados e senadores, incluiu o nome do deputado federal Edir Oliveira (PTB), informando ter feito acordo com ele, que teria apresentado emenda parlamentar genérica no valor R$ 300.000,00. Em troca, o delator teria dado R$ 30.000,00 ao deputado gravataiense.

Defesa apresentada
Tal denúncia foi imediata e veementemente negada por Edir Oliveira. Na defesa apresentada pelo Advogado Laerte Oliveira, afirmou não conhecer o empresário, muito menos ter com ele feito acordo. Bem como demonstrou nunca ter apresentado a dita Emenda Orçamentária, nem nunca haver recebido qualquer valor de dinheiro. Fatos reconhecidos pelo julgador, que decidiu pela improcedência da acusação.

Espera de 11 anos
— Infelizmente foi necessário esperar todos esses anos pela decisão judicial. Como se diz, a Justiça tarda mas não falha. Poderia não ter tardado tanto, mas o importante é que não falhou e a justiça foi feita.
Agora posso recomeçar minha vida, olhar o futuro com confiança novamente. Resta agradecer a todos que sempre acreditaram, que mesmo ante as acusações maldosas permaneceram ao meu lado — desabafa Edir Oliveira.

 

Redação: Lauro Pimentel