Estiagem: Quase seis meses depois, a chuva finalmente chegou | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Estiagem: Quase seis meses depois, a chuva finalmente chegou

Estiagem: Quase seis meses depois, a chuva finalmente chegou

A instabilidade que chegou esta semana colocou um fim ao longo período de seca iniciado em dezembro de 2019, como lembrou o chefe do escritório da Emater, Paulo Rojhan.
Mas se por um lado, as pastagens estão revigorando, de outra parte, as perdas na agricultura são grandes.
Num relatório que Rojhan encaminhou para o coordenador da Defesa Civil, João Carlos Castro Melo, o alento para os criadores está se refletindo nas pastagens até então ressequidas pelo sol inclemente. Como se aproxima o inverno, os agricultores agora respiram mais aliviados e deverão começar em seguida a plantação de aveia e azevém que irão alimentar o gado no período mais frio do ano.
Porém, as perdas na Agricultura são consideráveis.
Para que se tenha uma ideia, a soja que em janeiro acusava perda de 12%, hoje chega a 30 por cento. O arroz teve queda de 8 por cento contra os 5 por cento do começo do ano, o milho foi uma das culturas mais atingidas: de 30 por cento em janeiro, no mais recente levantamento correspondente a abril atingiu a 50 por cento. A cana teve perda de 40 por cento, as pastagens cultivadas 20 por cento e a soja 12 por cento.
Já a produção de leite, em consequência da falta de pastagens, sofreu uma queda de vinte por cento, segundo o chefe do escritório da Emater.
A precipitação pluviométrica está sendo considerada boa, mas para que os açudes recuperem sua capacidade, é preciso chover bem mais.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *