Em 24 horas, chuva alcança 70% do previsto para o mês de julho em Gravataí | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Em 24 horas, chuva alcança 70% do previsto para o mês de julho em Gravataí

Em 24 horas, chuva alcança 70% do previsto para o mês de julho em Gravataí

ERS-020 apresentou acúmulo de água na tarde desta quarta. | Foto: Rodrigo Cassol/JG

De acordo com a Agência Nacional de Águas, município registrou 91,2 milímetros de chuva nas últimas horas.

O mau tempo que vem atingindo o Rio Grande do Sul desde o início da semana fez com que, em 24 horas, o município de Gravataí registrasse 70% da chuva prevista para o mês de julho na cidade. De acordo com dados da Agência Nacional de Águas (ANA) atualizados às 18h desta quarta-feira, 91,2 milímetros foram registrados na estação pluviométrica Passo das Canoas, nas proximidades da região central da cidade. Segundo informações da Defesa Civil da Aldeia, a média histórica para o mês, no município, é de cerca de 130 milímetros.

Segundo o coordenador da Defesa Civil de Gravataí, Paulo Roberto Almeida, o número ainda não é preocupante. “Tecnicamente, para se ter uma ideia, 60 milímetros em uma hora é um número preocupante. Como tivemos 91 milímetros em 24 horas, isso não nos preocupa, porque a drenagem deve dar conta”, explicou Almeida. Segundo ele, a quantidade de chuva nas últimas 48 horas quase alcançou a média do mês. “Foi uma grande quantidade, que veio de forma contínua. Estamos em estado de alerta”, contou.

Até às 17h50 desta quarta-feira, o órgão ainda não havia recebido nenhum chamado devido ao mau tempo. “Somente pontos de alagamentos, que são normais”, informou o coordenador. Segundo ele, o órgão também não tinha informações sobre queda de árvores no município. Em relação ao Rio Gravataí, o nível das águas estava em três metros e onze centímetros às 18h desta quarta, segundo dados da ANA. “Apesar do índice normal ser de dois metros e sessenta centímetros, temos uma preocupação a menos: as famílias que moravam na beira dos arroios próximos ao Rio foram removidas para o loteamento Breno Garcia”, disse Almeida.

Chuva causou alagamentos nesta quarta

Nesta quarta-feira, alguns pontos da cidade apresentaram acúmulo de água. Através das redes sociais, Fernanda Avila, que reside no bairro Vila Cledi, postou um vídeo no Facebook relatando o problema nas ruas Pinto Bandeira, Francisco Xavier e Dona Cledi. “Tamparam os buracos, mas não desentupiram os quatro bueiros, o que resulta em ruas alagadas”, reclamou a moradora da Parada 102. 

Em resposta, a prefeitura de Gravataí disse que a Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smop), através da subprefeitura do Barro Vermelho, “está ciente que há um problema estrutural naquele local e que vários hidrojateamentos já foram realizados. Porém, em razão do acentuado desnível, os canos voltam a apresentar problemas, principalmente nas regiões mais baixas”, diz nota enviada à redação. A prefeitura informou, também, que vai seguir trabalhando preventivamente. “Enquanto isso, técnicos da Smop estão realizando um levantamento para apontar soluções definitivas para aquele trecho”, finaliza o texto.

Além da Vila Cledi, também houve acúmulo de água na Avenida dos Estados, na região da Parada 66. Proprietário de uma fruteira localizada na Avenida, Nerison Shardosim disse que a situação é recorrente no local. “Sempre que chove forte, ocorrem alagamentos aqui na Avenida. Espero que essa situação seja solucionada”, contou o empresário. 

No último dia 17, a prefeitura autorizou o início da obra de reestruturação das travessias e a troca da rede pluvial do Arroio Barnabezinho, no bairro Vila Branca. O objetivo da iniciativa, segundo o Executivo, é “combater os alagamentos da região da Avenida dos Estados”. A obra está prevista para começar na segunda semana de agosto.

Defesa Civil estadual emite alerta

A Defesa Civil do RS emitiu um alerta nesta quarta-feira de “chuvas fortes, possibilidade de granizo e queda das temperaturas” para o Estado. De acordo com o órgão, o bloqueio de uma massa de ar seco no Oceano Atlântico favorece a permanência da chuva no Rio Grande do Sul pelo menos até esta quinta-feira. Ainda de acordo com a Defesa, as temperaturas devem cair gradativamente, com um consequente aumento da sensação de frio. “Com o resfriamento da atmosfera, as chuvas podem vir acompanhadas de granizo”, alertou o órgão. Na próxima sexta-feira, uma massa de ar seco e frio deverá ingressar no RS, deslocando a chuva para fora do Estado.

Confira seis dicas de como agir em caso de inundação *

– Evite ao máximo atravessar as águas em veículos ou a pé

– Se ficar isolado em local inseguro, chame imediatamente os Bombeiros

– Separe documentos importantes e embale-os em sacos plásticos

– Ao sair, desligue a chave geral de eletricidade, a água e o gás

– Evite o deslocamento para regiões problemáticas

– Entre em contato com a Defesa Civil de seu município (99332-7385, em Gravataí, e 98435-3272, em Cachoeirinha)

* Fonte: Defesa Civil do RS