Atriz patrulhense é a Imperatriz Leopoldina na série "Brasil Imperial" na Amazon Prime | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Atriz patrulhense é a Imperatriz Leopoldina na série “Brasil Imperial” na Amazon Prime

Atriz patrulhense é a Imperatriz Leopoldina na série “Brasil Imperial” na Amazon Prime

Esta reportagem está nas páginas desta quinta-feira da FOLHA PATRULHENSE  

 

Debora Melo, natural da localidade de Miraguaia, é uma das principais atrizes a estrelar a série Brasil Imperial da Cesgranrio que estreou nesta terça-feira (10/11) na Amazon Prime.

Residindo no Rio de Janeiro há 16 anos, Dedeh Melo (este, é seu nome artístico) fará o papel da Imperatriz Leopoldina. A ideia desta entrevista partiu do diretor Moacir Menezes e do Leonardo Menezes.

Dedeh Melo é atriz formada pela Escola de Teatro Martins Pena – RJ, iniciou seus estudos em Porto Alegre na Escola de Atores com Wolf Maia.  

No teatro já atuou em diversos espetáculos de autores renomados como Nelson Rodrigues, Shakespeare, Oscar Wilde, Albert Camus, Plinio Marcos entre outros. Já foi dirigida por nomes como Marcio Fonseca, Paulo Afonso de Lima, Isabella Sechin, Daniel Hertz e Rubens Lima Junior.  

Em 2007 começou a se dedicar as aulas de Acrobacia Aérea, com ênfase em Tecido, ministrada pelo professor Leonardo Senna. Segue atuante profissionalmente e lecionando a técnica para adultos e crianças. Na televisão já fez diversos comerciais e participações especiais em produtos da Rede Globo e Record TV. Em 2015 estrelou o clipe “Trem” da Banda Suricato.  

Além disso, protagonizou os curtas “Salomé” (2010) com direção de Igor Cabral, ”Bariloche aqui” (2016) ao lado de Lucio Mauro Filho e direção de Gilberto Salles, e ”O fim de tudo” com texto e direção de Léo Luz. 

Ea já pode ser vista como Imperatriz Leopoldina na série ‘Brasil Imperial’, produção original da Fundação Cesgranrio com direção de Alexandre Machafer, que passará a ser exibida no Amazon Prime Video.

Além disso, poderá ser vista em participações nas novelas ‘Amor sem igual’ e ‘Gênesis’, ambas da RecordTV.

A atriz conversa conosco nesta entrevista exclusiva concedida ao repórter Hermogenes Silveira:

 

FOLHA PATRULHENSE: És uma patrulhense que está obtendo projeção nacional como atriz. Nos fale um pouco sobre tuas origens, Dedeh.

DEDEH MELO: Então, sou gaúcha natural de Santo Antônio Da Patrulha, de Miraguaia. A grande família Melo, minha avó paterna tem 14 filhos. Meus pais tem 44 anos de casado e somos 4 filhos. Tenho dois sobrinhos que são meus maiores amores. Tenho muito orgulho das minhas raízes e chamo Miraguaia como meu pedacinho de céu. Me dá tranquilidade toda vez que volto e sinto o ar da cidade. Morei lá até meus quatro anos e aí fomos pra Porto Alegre. Comecei a fazer Teatro com 11 anos e não parei mais. Sempre quis ser atriz e com 17 tomei a decisão de vir pro Rio de Janeiro atrás dos meus sonhos.

FOLHA: Quando começou a vocação para com a arte da interpretação.

DEDEH: Acho que desde que me conheço por gente. Sempre quis fazer Teatro. Sempre dizia: quando crescer vou morar no Rio. Eu lembro que eu pequeninha, com 8, 9 anos, juntava meus primos nas festas de família e escrevia um roteiro, ensaiava, vestia todo mundo, pegávamos roupas da minha avó, dos meus pais, os tios ajudavam no cenário e fazíamos apresentações de teatro para a família. E como eu disse, a família era grande mesmo, então  acho que é possível que minha primeira platéia tenha tido mais de 100 pessoas.

FOLHA: Tua grande projeção neste momento é sobre a série brasileira Brasil Imperial, onde interpretas a Princesa Leopoldina, figura histórica no Império brasileiro. Como surgiu essa oportunidade e como estás encarando este papel.

DEDEH: Eu já trabalhava na Fundação Cesgranrio há alguns anos e hoje eles são minha família. Tenho uma relação de muito amor e carinho com o Presidente, Carlos Alberto Serpa. Ele é um pai pra mim e quando surgiu a história de rodar ‘Brasil Imperial’ eu soube que faria a série, mas não tinha idéia do personagem. Quando ele me contou que eu seria a Imperatriz do Brasil, eu chorei, ri, me emocionei, foi o melhor presente que já ganhei na carreira, sem dúvida. Encaro como um presente lindo, meu maior desafio como atriz até hoje, uma oportunidade e também claro, um merecimento por meu trabalho, pelo que venho construindo até aqui.

FOLHA: Tua projeção evidentemente faz com que sejas facilmente reconhecida pelo público onde quer que estejas. Como recebes esse carinho popular

DEDEH: Eu ainda estou entendendo isso tudo, ganhando essa projeção mais forte nesse momento mas estou achando uma delícia. Quem faz o ator é o público então trato da melhor maneira possível e sou muito grata. Essa semana ganhei meu primeiro fã clube e achei o máximo. Chama @shinesdedeh no instagram e nem tenho palavras pra expressar minha gratidão.

FOLHA:Como vês a situação do Teatro no Rio Grande do Sul e no Brasil?

DEDEH: Acho que a situação do Teatro não só no Sul quanto no Brasil toda é bem complicada, ainda mais nesse momento de pandemia. Vi muitos amigos artistas numa situação bem ruim, sem nenhuma renda, entregando suas casas… Acho que temos pouco apoio a cultura em geral e viver de Teatro especificamente é quase impossível no nosso país, infelizmente.

FOLHA: E no exterior, estão recebendo bem os artistas brasileiros, quanto às suas interpretações seja no Cinema, na Televisão e no Teatro?

DEDEH: Acho que agora com as novas plataformas de Streaming como Amazon, mais portas estão se abrindo. Temos um cinema de muita qualidade e isso está começando a ser mais reconhecido lá fora. Antes pra viver de arte você tinha que estar na TV brasileira, hoje além da internet, temos essas novas plataformas que permitem levarmos nossa arte pro mundo e isso é lindo.

FOLHA: Estás há 16 anos no Rio de Janeiro. Cheguei a te dizer que hoje estás mais para carioca do que para gaúcha. E tua reação foi imediata ao reafirmar teu amor pelas origens rio-grandenses. Como teus colegas e o público reagem quando sabem que és gaúcha?

DEDEH: Ah, eu sempre tive muito orgulho de ser gaúcha então assim que me conhecem já sabem logo e a reação das pessoas é sempre positiva. Os cariocas costumam adorar os gaúchos.

FOLHA: Quais os projetos imediatos na tua profissão?

DEDEH: Fiz participação em ‘Amor se igual’, que está no ar no momento, e também em Gênesis, próxima novela da Record. Então vocês poderão me ver além de Leopoldina em 1800, uma versão 2020 e uma versão bem antiga, lá nos primórdios da humanidade (rs)

FOLHA: O que mais gostaria de acrescentar?

DEDEH: Convidar a todos para assistirem Brasil Imperial, dia 10 de novembro disponível na Amazon Prime, e convidar também pra quem quiser saber um pouco mais sobre Brasil Imperial e também sobre mim, pra me seguir no meu instagram @dedehgmelo. Sempre postando novidades da série e também de outros trabalhos.

 

Fotos de Oseias Barbosa



Profissional atuando há 50 anos no jornalismo.