Venda do HDJB | "Negócio está longe de ser fechado", diz assessor da empresa administradora do hospital | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Venda do HDJB | “Negócio está longe de ser fechado”, diz assessor da empresa administradora do hospital

Venda do HDJB | “Negócio está longe de ser fechado”, diz assessor da empresa administradora do hospital

Instituição conta com cerca de 900 funcionários. | Foto: HDJB/ Divulgação

Assessor de imprensa da Sociedade Educação e Caridade disse que, atualmente, há quatro grupos interessados na compra do hospital. 

O assessor de imprensa da Sociedade Educação e Caridade (SEC), entidade que administra o Hospital Dom João Becker (HDJB), em Gravataí, afirmou nesta quarta-feira que o centro de saúde está “longe de fechar algum negócio”. Através de contato telefônico, Iron Müller disse que a SEC negocia a venda do hospital com quatro grupos interessados. “Não posso revelar quais as instituições que demostraram interesse. O que posso dizer é que estamos tentando vender o hospital há três anos e que o negócio não será fechado nos próximos dias”, contou Müller.

Sobre uma possível venda à Santa Casa, o assessor esclareceu que a entidade buscou dados sobre o hospital, mas que sequer iniciou uma negociação. “É uma coisa bem embrionária. Eles fizeram uma consulta inicial, perguntando algumas coisas sobre o HDJB, e nós fornecemos alguns dados a eles. Mas posso afirmar que, neste momento, há outros grupos com negociações mais avançadas”, comentou.

Questionado sobre a demora na definição da venda, Müller disse que os estudos, por parte dos interessados na compra, são demorados. “Quando um grupo demonstra o interesse, ele precisa fazer um estudo detalhado sobre o hospital, e esse processo é demorado. Recentemente, aconteceu um caso de um grupo interessado na compra do HDJB. A empresa fez todos os estudos e, na hora da venda, o negócio não foi fechado”, contou.

Além disso, o assessor de imprensa explicou que o grupo interessado precisa demonstrar garantias de que terá condições de gerir o hospital de maneira adequada. “Não basta querer comprar o hospital, tem que dar garantias de que poderá atender a população da cidade”, explicou.

Mantenedora está saindo da área da saúde

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da SEC, a venda do HDJB faz parte de um projeto da administradora de deixar de administrar hospitais. “Tínhamos onze hospitais e já repassamos dez. Falta apenas o HDJB. Vamos trabalhar somente com assistência social e educação. O Colégio Dom Feliciano, em Gravataí, é um exemplo de instituição de ensino que administramos”, finalizou.

O hospital

Inaugurado na década de 1960, o Dom João Becker é o único estabelecimento hospitalar da cidade. De acordo com a instituição, mais de 60% dos atendimentos são de beneficiários dos Sistema Único de Saúde (SUS). Com 13 mil metros quadrados de área construída, o hospital possui 183 leitos de internação e outros 10 para Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Segundo a assessoria de imprensa da SEC, cerca de 900 profissionais trabalham atualmente no hospital.