Sindilojas e Senac estendem a ação do Teste Rápido na OAB | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Sindilojas e Senac estendem a ação do Teste Rápido na OAB

Sindilojas e Senac estendem a  ação do Teste Rápido na OAB

Mais de 600 testes para Covid-19 já foram aplicados na região

Os enfermeiros do Senac Gravataí estão dedicados há mais de 15 dias na aplicação de testes rápido para o Covid-19, no Sindilojas Gravataí. A ação foi estendida na última semana para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do município. Segundo o diretor do Senac Gravataí, Gidião Monteiro, a ação visa realizar a testagem do Covid-19 aos colaboradores das entidades parceiras nesta iniciativa, “A aplicação será por conta da equipe de enfermeiros do Senac e os resultados serão encaminhados para a Vigilância Sanitária do município”, salientou.

Serão verificados os resultados das testagens para se obter dados de pessoas assintomáticas, positivadas ou negativadas para o coronavírus. Conforme o presidente do Sindilojas, José Rosa, os testes serão realizados de forma responsável e segura. “Esta ação é fundamental para descartar hipóteses e colaborar com o diagnóstico de pacientes testados em Gravataí”, revelou.

Para associados do Sindilojas e também aos dependentes dos funcionários da OAB, o teste custa R$ 30,00 (trinta reais) e R$ 40 (quarenta reais) para não associados. Para agendamento e informações, ligue (51) 3488-4586.

Como é feito o teste rápido de Covid-19?
Esse teste identifica a resposta do organismo à infecção pela COVID-19, ou seja, o anticorpo. Basicamente, esse tipo de exame aponta se a pessoa teve ou não contato com o vírus.

Entenda melhor
Na produção das defesas do organismo, os anticorpos do tipo IgM são os primeiros a aparecer, por isso estão relacionados a infecções recentes, isto é, presentes em pacientes que podem possuir o vírus.
É importante salientar que o teste rápido não detecta especificamente o novo coronavírus, mas sim os anticorpos produzidos pelo organismo depois de a infecção ter ocorrido.

De acordo com a Anvisa, os testes rápidos são de fácil execução e não necessitam de outros equipamentos de apoio, e conseguem dar resultados entre 10 e 30 minutos. Os testes rápidos para anticorpos se diferenciam entre si quanto às limitações do produto, ao limite de detecção, ao desempenho esperado e ao tempo de leitura. Portanto, vale lembrar que a execução e a interpretação dos resultados devem ser feitas por profissional de saúde, seguindo as instruções de uso de cada produto.

Metodologia
O exame é feito com o uso de amostras de sangue, soro ou plasma. A metodologia utilizada é chamada de imunocromatografia, que é a geração de cor a partir de uma reação química entre antígeno (substância estranha ao organismo) e anticorpo (elemento de defesa do organismo). Os resultados obtidos são chamados de IgM e IgG.
Portanto, o IgM e o IgG são as defesas do organismo a um agente externo, como o vírus que provoca a Covid-19.
Para concluir se o caso é ou não de Covid-19, os resultados dos testes rápidos devem ser interpretados por um profissional de saúde, considerando informações clínicas, sinais e sintomas do paciente, além de outros exames confirmatórios. Somente com esse conjunto de dados é possível fazer a avaliação e o diagnóstico ou descarte da doença.