Rotas acessíveis já são realidade no Centro | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Rotas acessíveis já são realidade no Centro

Rotas acessíveis já são realidade no Centro

As obras que tiveram início em setembro do ano passado já começaram a melhorar a vida não só das pessoas com deficiência, mas de todos os cerca de 30 mil pedestres que circulam pela área central diariamente. Parte das calçadas das vias José Loureiro da Silva, Dr. Luís Bastos do Prado, Dorival Cândido Luz de Oliveira, Cel. Fonseca, Prefeito Ary Tubbs e Adolfo Inácio de Barcelos já estão prontas. A previsão da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semurb) é que até abril deste ano todas as calçadas estejam revitalizadas.

Conforme a Lei n° 2747, art. 6, o passeio é de responsabilidade do proprietário. No entanto, buscando uma padronização, e com isso uma maior valorização do centro da cidade, a prefeitura assumiu a responsabilidade sobre as obras.

Segundo o prefeito Luiz Zaffalon, a obra aumenta a segurança dos pedestres e facilita o deslocamento das pessoas com deficiência. “Além disso, a modernização da área central do município precisa ocorrer. Com as novas calçadas, possibilitamos um melhor acesso inclusive aos comércios e disciplinamos melhor o trânsito de veículos na região.” Já o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Adão de Castro Júnior, lembra que a adequação das calçadas na área central é uma obra inédita, iniciada no governo Marco Alba e que recebe continuidade no governo do prefeito Zaffalon. “Hoje, quem circula pelo Centro já consegue usufruir de um melhor conforto e segurança no trânsito. As rotas acessíveis melhoram e muito a vida das pessoas com dificuldade de mobilidade, das pessoas com deficiência e da população como um todo.”

Para a servidora da Assessoria de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência, da Secretaria de Governança e Comunicação Social, e pessoa com deficiência, Patricia Lisboa, as calçadas têm melhorado muito a qualidade de vida das pessoas com deficiência, facilitando o acesso ao comércio e serviços de forma igualitária às demais pessoas sem deficiência”.

A obra

A obra atende a todas as normas da NBR n° 9050, que regulamenta a acessibilidade nos passeios públicos. O piso tátil, as esquinas mais largas e a regularidade do piso são alguns dos elementos que deixam as calçadas mais seguras e confortáveis para toda a população.

Em 2007, a gestão do município assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público (MP), mas só em 2020, na gestão o ex-prefeito Marco Alba, foi que saiu do papel. A obra é financiada pela Caixa Econômica Federal (CEF) e a revitalização conta com um investimento de R$ 4 milhões, entre o projeto, feito pela empresa Tranzun Planejamento e Consultoria de Trânsito, e a execução, pela CPS – Construção, Projeto e Sinalização.