Quatro são presos por fazer ligações clandestinas de energia | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Quatro são presos por fazer ligações clandestinas de energia

Quatro são presos por fazer ligações clandestinas de energia

A RGE está intensificando a fiscalização para combater fraudes e furto de energia elétrica, visando reduzir as perdas financeiras e, principalmente, os riscos de acidentes com a rede de distribuição e a população. Na última segunda-feira (24/8), equipes da empresa, acompanhadas da Polícia Civil, efetuaram diversas ações de combate em Gravataí, resultando na prisão em flagrante de quatro homens. As ações aconteceram em quatro estabelecimentos de Gravataí: duas pedreiras, com a prisão dos dois proprietários, em uma fruteira e uma tornearia e loja e de pedras, com uma prisão em cada estabelecimento. Todos locais tinham seu abastecimento de energia elétrica de forma clandestina, ou seja, ligados diretamente na rede elétrica, sem possibilidade da leitura apropriada do consumo de energia por parte da RGE.

As ligações clandestinas (gatos) e quaisquer outras irregularidades são investigadas permanentemente pela concessionária, através de fiscalização e monitoramento constante. Estas ligações caracterizam furto de energia elétrica, o que é crime. Além de se transformarem em um grande risco de acidente grave com a rede, podendo causar interrupção no fornecimento de energia, ou com pessoas, podendo ser fatais. Para cobrar os valores não pagos por quem furta energia, a RGE faz o cálculo do que foi consumido e emite a fatura. Mas grande parte desse consumo acaba não sendo possível cobrar e os custos são rateados entre todos os demais clientes regulares, conforme estabelece a legislação do setor elétrico. Ou seja, riscos e prejuízos para todos. Por isso a importância de se combater de forma permanente furtos e fraudes.