Prefeitura recebe segunda remessa de máscaras compradas da Casa da Economia Solidária | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Prefeitura recebe segunda remessa de máscaras compradas da Casa da Economia Solidária

Prefeitura recebe segunda remessa de máscaras compradas da Casa da Economia Solidária

Como forma de ajudar os artesãos da cidade, que assim como os demais comerciantes sofrem com a redução significativa das vendas por conta da pandemia, a Prefeitura de Gravataí, por meio da Secretaria Municipal da Família, Cidadania e Assistência Social (SMFCAS) em parceria com o Comitê de Solidariedade ao Enfrentamento do Coronavírus, realizou a compra de 5 mil máscaras confeccionadas pelas artesãs da Casa da Economia Solidária e por participantes da Feira da Economia Solidária. Na última semana, a primeira remessa dos itens de proteção, destinados à comunidade que passa por dificuldades socioassistenciais, foi entregue. Sendo assim, nesta quarta-feira, 24, a segunda remessa de máscaras foi recebida pela Primeira-dama e Coordenadora Geral do Comitê, Patrícia Bazotti Alba, e pelo Secretário da SMFCAS, Luis Stumpf, completando os 5 mil itens de proteção. O valor da compra será dividido igualmente entre as 15 artesãs que participaram da confecção.

Elizabeth Salvo, coordenadora da Casa da Economia Solidária, disse que a iniciativa da gestão municipal veio em boa hora. “Estamos muito felizes com esta contribuição em um momento tão difícil. É algo muito especial para todas nós, estávamos realmente precisando desse dinheirinho. Sem renda, é difícil continuar se mantendo.”

Alegremente, Erna Klafke, uma das 15 artesãs que participaram da confecção das máscaras, presenteou Patrícia Bazotti com uma máscara feita especialmente para ela. Patrícia elogiou Erna e as demais profissionais presentes pelo trabalho desenvolvido. “Parabéns a todas, vocês são mulheres muito talentosas e merecedoras!” A Primeira-dama também ponderou a respeito da importância do incentivo aos pequenos comerciantes em épocas de covid-19.

“Pensamos nesta ação de compra dos produtos visualizando os dois lados: o lado de quem não tem condições de adquirir uma máscara, e o lado de quem precisa de renda. É um período complicado de modo geral, mas vivemos em sociedade e o nosso papel é ajudar um ao outro. Só assim, recuperaremos os danos mais rápido.”

Luis Stumpf explicou sobre a distribuição dos itens a quem precisa. “Deixamos algumas máscaras na rouparia, local onde ficam as doações para a Campanha do Agasalho, e também na sede da Prefeitura, pois nestes locais, diariamente, chegam cidadãos desprotegidos. Então, já fazemos a doação ali mesmo”. Além disso, o secretário da SMFCAS também disse que a pasta está trabalhando para que mais projetos de incentivo ao artesanato sejam possíveis no futuro.

Endereço Casa da Economia Solidária: Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 180 – Centro.