Mistério em execução de mulher no Rincão | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Mistério em execução de mulher no Rincão

Mistério em execução de mulher no Rincão

Nem bem começou a investigar as mortes de mãe e dois filhos ocorridas no início da madrugada de terça-feira, quando mãe e dois filhos foram executados dentro de casa, no beco Santo Antônio, a delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), volta a estar envolvida em mais um caso de difícil solução. Uma mulher foi morta, também dentro de casa, no Rincão da Madalena, por volta das 20h30 de terça-feira, menos de 24h depois das três mortes do Santo Antônio. Cristiane Madalena Farias, 33 anos, foi executada com três tiros. O grande mistério desse crime, conforme o delegado Ânderson Spier, é que os criminosos invadiram a casa, onde estava a vítima fatal, o marido, um bebê, uma babá e uma menina de 12 anos que seria filha de uns amigos do casal. Dentro da casa, eles levaram o esposo, a babá, a menina de 12 anos e o bebê para um canto da moradia. Já a mulher ficou separada dos outros e foi alvejada com os disparos, sendo que três teriam atingido a vítima. Pois essa atitude dos criminosos é que deixa o caso ainda mais misterioso. Conforme estima o delegado, se fosse um caso de tráfico, eles teriam matado em outra circunstância e provavelmente, não deixariam destemunhas. “O que sabemos em um primeiro momento é que não é um crime relacionado ao tráfico”, disse. Ânderson destaca ainda que a polícia não tem uma linha investigativa para o caso e, como não há uma linha, todas as possibilidades são investigadas, inclusive uma possível motivação passional. “Tudo está sendo investigado para que venhamos a ter uma linha investigativa. O crime, do jeito que foi planejado e executado não deixa margem para que tenhamos uma linha, pelo menos no momento”, ponderou. Na tarde de quarta-feira, a menina de 12 anos que estava na casa e que seria filha de amigos do casal, foi entregue ao Conselho Tutelar. Na delegacia, a guria chegou a ter um ataque epilético, pois a mãe dela, que mora em outra cidade da região metropolitana de Porto Alegre, queria levar a filha para casa, mas a menina não quis ir. Acabou sendo entregue para o Conselho. O crime aconteceu por volta das 20h30 de teça-feria, na rua Pioneiro, bairro Rincão da Madalena. Conforme informações da Brigada Militar, a vítima levou três tiros e morreu no local.

Outro caso

Com relação as mortes de Fátima Vaima de Fraga, 46 anos, e Fabiano Fraga Silveira, de 27, que morreram dentro de casa, e de Peterson Gabriel Fraga Lopes, 16 anos, que chegou a ser socorrido e encaminhado ao hospital Dom João Becker, mas não resistiu aos ferimentos, a polícia já tem suspeitos, mas prefere não divulgar os nomes. “Temos suspeitos sim, mas não vamos divulgar nomes para evitar que nossa investigação e a prisão deles seja atrapalhada”, disse. Nesse caso específico, a polícia não tem duvidas que os crimes estejam relacionados ao tráfico de drogas. Provavelmente, conforme a polícia, seria uma disputa por pontos de tráfico

Texto: Patrícia Mello