Gravataí encaminha proposta de flexibilização dos serviços não essenciais para Governo do Estado | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Gravataí encaminha proposta de flexibilização dos serviços não essenciais para Governo do Estado

Gravataí encaminha proposta de flexibilização dos serviços não essenciais para Governo do Estado

A Prefeitura de Gravataí anunciou que encaminhou, na segunda-feira, 17, uma proposta de flexibilização da atividade econômica de serviços não essenciais para as cidades pertencentes da Região 10, de acordo com o Modelo de Distanciamento Controlado do Rio Grande do Sul. O documento apresenta medidas intermediárias entre a bandeira vermelha e laranja que preveem um protocolo específico para os municípios.

De acordo com o prefeito Marco Alba, essa proposta está de acordo com o decreto 55.435 do governo do Estado e tem como objetivo retomar, dentro das diretrizes sanitárias, o funcionamento de parte das atividades não essenciais. “Desenvolvemos esse plano ao lado de Cachoeirinha, Glorinha e Porto Alegre, que fazem parte da Região 10. Nosso desejo é que os serviços possam ser retomados, com toda a segurança necessária. Entendemos a necessidade dessa volta às atividades, mas nossas ações precisam se basear no saber dos nossos técnicos e profissionais da saúde”.

O secretário da Saúde Jean Torman, explicou como irá funcionar a atividade econômica caso o governo do Estado aceite a proposta. “No documento, solicitamos que, de acordo com a natureza de cada atividade, seja possível exercer sua função dentro das 24h do dia. Dessa forma, o dono do estabelecimento poderá escolher se abrirá no período do dia ou da noite. Também solicitamos a análise do aumento da taxa de ocupação do setor industrial, do setor de comércio essencial e não essencial, seja atacado ou varejo”.

Jean também ressaltou a rigidez das medidas de prevenção ao Coronavírus. “Nossas equipes técnicas, em colaboração com as de Cachoeirinha, Glorinha e Porto Alegre, trabalharam durante todo o final de semana, para finalizar a construção dos documentos. Por isso, sempre respeitaremos as medidas de saúde sanitária, a higiene das mãos e o uso da máscara. Nenhuma ação ou pedido de flexibilização é arbitrário”.

O prefeito pediu a colaboração da população, caso o pedido seja aceito pelo governo do Estado. “Nossos profissionais estão trabalhando para tornar possível a retomada da atividade econômica, mas é necessário muita cautela. Nós queremos um cuidado rigoroso com a higienização. Uso de máscara, álcool em gel, lavagem das mãos, medição de temperatura, todos os demais cuidados para evitarmos propagar a Covid serão necessários. Nosso propósito é respeitar e trabalhar pela nossa comunidade, sempre priorizando a saúde”.