Gravataí bate novo recorde e alcança sua melhor nota na educação básica | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Gravataí bate novo recorde e alcança sua melhor nota na educação básica

Gravataí bate novo recorde e alcança sua melhor nota na educação básica

Resultado de um governo que investe na educação, Gravataí conseguiu, mais uma vez, aumentar a sua nota no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), chegando a 5,7. O reconhecimento, referente ao ano de 2019, é baseado nos dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) Anísio Teixeira. O Ideb, medido a cada dois anos, é o principal indicador da qualidade do ensino básico no Brasil.

“Eu sempre reforço que o maior legado que o nosso governo quer deixar é uma educação de qualidade. Receber essa notícia é a confirmação de um trabalho transparente, com dedicação e voltado para a população. Cuidar das crianças é cuidar do futuro de nossa cidade e nós fazemos de tudo para oferecer um ensino de qualidade”, afirmou o prefeito Marco Alba. Ele ainda ressaltou que o município sempre agiu de acordo com a Lei, investido os 25% do orçamento nessa área.

Marco ainda parabenizou os professores e todos os profissionais da educação no município. “Estamos quase atingindo o patamar de ensino dos países desenvolvidos, que têm nota 6. Isso se dá, também, pelo empenho das professoras, professores, equipes de pedagogia, monitores e todos que dedicam suas vidas ao ensino. Nós destinamos as verbas, investimos na educação, mas são eles que traduzem isso para a linguagem escolar”.

Em 2019, Gravataí investiu cerca de 235 de milhões de reais na educação. Nesse valor estão incluídos o kit de material escolar, que é distribuído para todos alunos desde o ano passado e os uniformes desde 2014, que beneficiam os quase 30 mil alunos da rede municipal. “Estamos dando todas as ferramentas para que as crianças sejam tratadas de forma igualitária. Desde o transporte, até a merenda escolar e um local com estrutura de segurança completa, com os gradis, a patrulha escolar e câmeras”, lembrou o prefeito.

Para a secretária de Educação Sonia Oliveira, a conquista é motivo de comemoração. “Ver o desempenho educacional de Gravataí aumentando nos dá um sentimento de dever cumprido. Nosso trabalho é voltado para a comunidade escolar e esse resultado nós vemos refletido nas crianças. Desde o início do nosso governo já crescemos 1,6 pontos no Ideb, alcançando os 5,7”. Dentre as escolas, a que teve a maior nota foi a Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Idelcy Silveira, com 7,1.

O Ideb
Criado em 2007, pelo Inep, o índice é formulado para medir a qualidade do aprendizado nacional e estabelecer metas para a melhoria do ensino. O cálculo é feito a partir de dois elementos:
1 – Taxa de rendimento escolar (aprovação/reprovação, distorção idade/série);
2 – Médias de desempenho nos exames aplicados pelo Inep (avaliações do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb)).
As metas estabelecidas pelo Ideb são diferenciadas para cada escola e rede de ensino, com o objetivo de alcançar 6 pontos até 2022, média correspondente ao sistema educacional dos países desenvolvidos.

Sistema Aprende Brasil
Em 2014, Gravataí adotou o Sistema de Ensino Aprende Brasil, da Editora Positivo, para alunos de 1º ao 5º ano. Trata-se de uma solução completa de educação que reúne livros didáticos integrados, assessoria pedagógica, plataforma de aprendizagem, sistemas de avaliação e gestão.

“Antigamente os alunos precisavam devolver os livros que eles recebiam das escolas. Hoje, com esse Sistema, cada criança recebe um conjunto de quatro exemplares que é seu. Ela pode utilizar da melhor forma para o seu aprendizado, com a orientação de uma professora ou professor capacitado”, ressaltou a secretária. Os professores, além do material pedagógico a que têm acesso, recebem ainda formações continuadas e suportes direto nas escolas, em sala de aula, com assessores especiais da Editora Positivo.

O “Aprende Brasil” permite que os alunos da rede municipal tenham uma educação de qualidade, com mais igualdade. “Estamos criando cidadãos com uma perspectiva de futuro. Unificamos o currículo de todas as escolas que abraçaram essa nova proposta de ensino. Estamos andando de acordo com os pressupostos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC)”, afirmou Sonia.