Feriadão com menos mortes no trânsito | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Feriadão com menos mortes no trânsito

Feriadão com menos mortes no trânsito

Movimento de retorno foi grande nesta quarta de Cinzas
Muitos gaúchos deixaram para retornar ontem (18) do litoral, depois de curtir o feriadão e a folia de Carnaval. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a free way foi a rodovia com maior movimentação de volta na manhã desta Quarta-feira de Cinzas. A concessionária Triunfo Concepa indicava a passagem de 60 veículos por minuto por volta das 10h, o equivalente a 70% da capacidade da estrada. A previsão era que 125 mil retornassem entre a terça-feira e ontem. No geral os motoristas não enfrentaram maiores problemas no trânsito na vinda das praias. E menos gente morreu nas estradas.

Um balanço completo da operação de fiscalização, iniciada à meia-noite de quinta-feira e que se estendeu até o final da noite de ontem, ainda será divulgado. O levantamento parcial feito pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-RS) apontou o total de 741 acidentes, sendo 15 com vítimas fatais e 303 com lesões. Vinte pessoas morreram e 436 acabaram feridas. No ano passado o número de óbitos chegou a 36 em todo o Carnaval.

O diretor-geral do Detran-RS, Ildo Mário Szinvelski, considerou que o balanço traz números favoráveis, mesmo com a movimentação intensa de veículos – é preciso considerar que em um ano a frota gaúcha cresceu 6,6%. Para ele, esse resultado deu-se a partir da intensificação da operação de fiscalização e de abordagens em relação ao ano passado. “Houve um esforço dos demais órgãos”, diz. Neste ano a 40a edição da Viagem Segura, que incluiu o trabalho das polícias rodoviárias, Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) e Brigada Militar, além de outros órgãos, fez 6,8 mil motoristas realizarem o teste do bafômetro. Destes, 285 estavam alcoolizados e 119 foram enquadrados em crime de trânsito. Nos cinco dias foram fiscalizados quase 86 mil motoristas.

A Viagem Segura registrou, ainda, 18 mil infrações cometidas. Nas estradas 1,2 mil veículos foram recolhidos, e 580 desses condutores estavam com a carteira de habilitação com algum tipo de irregularidade. O diretor-geral do Detran considera que com essa maior visibilidade dos agentes de fiscalização nas estradas, os motoristas respeitaram mais as regras do trânsito.
RODOVIAS – Somente em rodovias federais os patrulheiros aplicaram 9,2 mil multas e fiscalizaram mais de 12 mil condutores, conforme o chefe de Comunicação Social da PRF-RS, Alessandro Castro, resultando em uma situação mais tranquila em relação a outros anos. Em seis dias a PRF registrou cinco acidentes com vítimas fatais. A Operação Viagem Segura estará de voltas às rodovias no começo de abril, para coibir excessos nos feriadões de Páscoa e de Tiradentes.

Os municípios também podem ajudar a tornar mais seguro o vaivém de veículos nas estradas e não só nos feriadões. O diretor-geral do Detran-RS, Ildo Mário Szinvelski, lembra o trabalho importante de educação no trânsito que as cidades podem desenvolver junto às escolas e aos estudantes, por meio de órgãos locais de fiscalização. Ele se refere principalmente a iniciativas que possam lembrar que álcool e direção não combinam e ainda alertar sobre os riscos do excesso de velocidade.

Texto: Thamy Spencer