Feirinha de Dia das Mães ocorre na Praça do Quiosque | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Feirinha de Dia das Mães ocorre na Praça do Quiosque

Feirinha de Dia das Mães ocorre na Praça do Quiosque
A tradicional Feira da Economia Popular Solidária ocorre de 3 a 6 de maio na Praça do Quiosque, no Centro, das 9h às 18h. Organizada pela Prefeitura de Gravataí, através da Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Renda (SMTER), a feirinha está trazendo em destaque este mês oferta de presentes para o Dia das Mães, a preços acessíveis.

Segundo o titular da SMTER, Denner Gelinger,  mensalmente a  Prefeitura dá apoio na organização e infraestrutura da Feira. “Isso possibilita que os trabalhos confeccionados pelos artesãos de Gravataí, possam ser divulgados gerando trabalho e renda que é o objetivo principal do evento”, ressaltou o secretário. Ele ressalta que os artesões estão se equipando e a maioria das bancas já trabalha com cartões de crédito e débito, facilitando a negociação.

A artesã Tânia Apolo está há 12 anos na Feira da Economia Popular Solidária. O forte do seu trabalho são peças em tecidos como bebês, bonecas, porta papel higiênico, sapo peso de porta, cobre bolo, porta controle remoto; uma infinidade de lembranças que podem ser dadas de presente para as mães. “Este mês estamos voltadas para este grande dia. Esperamos que as vendas sejam aquecidas, pois nesta data do ano vendemos muito”, afirmou a feirante.

Terezinha da Rocha Germann está há seis anos na Feira. Ela trabalha com pinturas e bordados. “Tenho presentes para o Dia das Mães a partir de R$ 7,00 e personalizados. Estamos apostando nas vendas, pois esta é uma data que todos têm alguém especial para dar um presente”, observou Terezinha.

A artesã Marli Quadros está há dois anos expondo seus produtos na Feira. “Tenho presentes a partir de R$ 5,00 como chaveiros, ímãs para geladeiras; também estou vendendo bem guirlandas, vidros pintados, arranjos de flores e chinelos”, acrescentou Marli.

Estela Rodrigues há três anos traz seus trabalhos de tricô e crochê para a Feira. “Vendo bem, pois meu trabalho visa à utilidade”, referiu à artesã.

Ela confecciona conjunto para banheiro em tricô, palas, ponchos, cachecol e artigos para crianças como meias e toucas a R$ 7,00. Estela comentou que a Feira é a época do mês em que relaxa, e tem a possibilidade de conviver com outros artesões. “Não me importo se as pessoas não compram, gosto de ver como elas recebem o meu trabalho”, observou a artesã.

atende      atende (2)