Festa do Divino une a comunidade | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Festa do Divino une a comunidade

Festa do Divino une a comunidade

Em uma iniciativa histórica para a cultura gravataiense, a Festa do Divino Espírito Santo deste ano enfatiza que a devoção não é apenas dentro da Igreja. Com realização da Paróquia Nossa Senhora dos Anjos, apoio da Prefeitura, por meio da Fundação Municipal de Arte e Cultura, e da Casa dos Açores do RS, até o próximo dia 4, sempre das 10h às 22h, a Sala do Divino, dentro do Shopping Gravataí, busca aproximar a festa dos moradores.
Aos olhos de quem não conhece, toda a comemoração pode parecer apenas religiosa, mas não. A celebração do Divino Espírito Santo revela um forte caráter folclórico, com suas tradições e ampla participação popular. E, para divulgar a história desta tradicional comemoração, pela primeira vez organizou-se fora da Igreja uma sala temática.
No espaço cedido pelo Shopping Gravataí foi montado um altar aos moldes açorianos com a orientação da historiadora e presidente da Caergs, Célia Jachemet. Junto estão expostos fotos e documentos de 16 anos da comemoração, e as seis bandeiras pintadas a mão em 2002 pelas artistas gravataienses Zena Schramm, Dila Zini, Nadiege Martins e Darcila Garcia, com fitilhos coloridos cheios de nós, representando os pedidos dos devotos.
Para ajudar a contar a história, as lembranças confeccionadas pela artesã Dolores Cauduro estão sendo apresentadas para a comunidade. A religiosa cuida desde a primeira festa dos detalhes decorativos. Ainda compondo o espaço, foram convidadas as irmãs Vera Lúcia, Jane e Janete Luz, que produzem objetos artesanais com o tema.
Desde a abertura, aproximadamente 500 visitantes passaram pela sala, muitos cheios de depoimentos de graças, agradecimentos e demonstrações de fé. Além de rezarem em frente ao altar, também contam histórias das comemorações anteriores e o que aguardam para esta. O alcance é tanto, que pessoas de outros municípios estão vindo, como o casal Vera Lúcia e Reni Oliveira, de Santo Antônio da Patrulha. “O Espírito Santo e a pomba branca, o seu símbolo, nos traz uma luz interior que nos guia na vida”, compartilhou Vera Lúcia.
Mas a Sala do Divino não serve apenas para reforçar a fé. Também é um espaço de integração, em que acontece roda de memórias para relembrar, por exemplo, personagens que fizeram parte da história como o senhor Ulisses Maciel, responsável pelo Boi de Fogo – figura que animava as festas.
Na noite da última quinta-feira, 18, o religioso Nilton Coelho organizou um grupo de terço, marcando um momento especial na vida dos fiéis que têm o hábito de rezarem juntos. O casal imperador de 2017, Eunice e Edir Oliveira, participaram do encontro. “A festa desperta sentimentos, integra a comunidade com suas simbologias e é um momento de entusiasmo e fé”, opinou o imperador Edir.

13

Programação – 2017
Lema:  Divino Espírito Santo: Dom de Deus
Tríduos:
// 31 de maio – quarta-feira às 19h30
Tema: Espírito Santo, Deus Comunhão
Pregador: Dom Adilson Busin
// 1 de junho – quinta-feira às 19h30
Tema: Espírito Santo, Alma e Vida da Igreja
Pregador: Pe. Alexandre Silveira Chaves
// 2 de junho – sexta-feira às 19h30
Tema: Espírito Santo, Esperança de Um Mundo Melhor
Pregador: Pe. Ildomar Ambos Danellon
// 3 de junho – sábado – missas às 16h e 18h
19h30 – Noite Cultural na Casa dos Açores
// 4 de junho – domingo de Pentecostes
9h30 – missa festiva seguida de procissão
Tema: Divino Espírito Santo, Dom de Deus
12h – almoço – churrasco de integração