Sobre a SAMUvet em Cachoeirinha | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Sobre a SAMUvet em Cachoeirinha

Sobre a SAMUvet em Cachoeirinha

por Manoele Raffone

Parece mentira que em pleno ano de 2015, ainda existam seres humanos e que se intitulam caridosos, que criticam um serviço como esse implantado no município. Já passou da hora para a cultura da causa animal fazer parte do cotidiano das pessoas, uma vez que cientistas já provaram muitas vezes que os animais são senscientes, ou seja, também tem sentimentos e sofrem igual aos seres humanos. Que fique bem claro alguns aspectos:

– Nunca antes na história do município, cogitou-se a possibilidade dos animais serem assistidos. A Secretaria do Meio Ambiente, muito recentemente, abraçou essa causa, e em parceria com os protetores de animais, uniram forças para viabilizarem projetos básicos de assistência à eles e a população em geral, já que zoonose e procriação descontrolada, é caso de saúde pública.

– Os recursos para castrações e o SAMUvet, vem do Fundema, ou seja, verbas flutuantes oriundas de multas ambientais. Resumindo, graças ao trabalho conjunto, a Secretaria divide essa verba com os animais.

– Sabemos que há muito o que melhorar em todas as questões sociais, culturais e econômicas no município. Porém, se todos que criticam formassem pequenos grupos e cobrassem das outras Secretarias e da Prefeitura melhorias, com certeza, muita coisa seria diferente. Falta leitura, estudo e iniciativa para qualquer realidade mudar. Não é de interesse de governantes e dos que promovem politicagens, que os cidadãos lutem ou sejam menos analfabetos funcionais, coisa que o facebook tem contribuindo muito nessa nova legião de eleitores.

Sempre é bom, antes de criticar qualquer serviço, saber a origem das verbas utilizadas. A crítica por crítica, perde todo seu poder desabonando qualquer possível melhoria. E para finalizar, essa é uma grande vitória sim! Há muito o que arrumar, que esclarecer e melhorar, mas a sociedade não pode formar cabo de guerra com órgãos públicos. União não é barganha e se cada um souber o quanto vale seu voto e que atuar e contribuir para o progresso, só fará com que haja mais vitórias em todas as esferas beneficiando a sociedade em geral.