Para se Distrair | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Para se Distrair

Para se Distrair

Ás da Comédia: Seth MacFarlane

Um filme e uma série de Seth MacFarlane. Ambos utilizam humor adulto, mais pesado, com piadas mais complexas. O filme é um bom exemplo de como a imaginação não deve sofrer com limites ou barreiras, afinal ele consegue convencer o espectador que um adulto andar, falar e discutir com um urso de pelúcia é algo completamente natural. A série é ótima para ver em qualquer momento, consegue arrancar risadas tanto numa sexta à noite quanto numa monótona quinta-feira.

 

Ted

TED_31_5_Promo_4C_2F.indd

Gênero: Comédia

Dirigido por Seth MacFarlane

Duração: 1h47min

 

O Ted do título é um ursinho de pelúcia que ganha vida após o desejo de um solitário e jovem John Bennett. Ele não tinha amigos e precisava de uma companhia. E o universo tratou de lhe garantir uma bem inusitada. Um dos pontos mais interessantes do filme está em tratar essa situação como algo normal e convencer o espectador de que aquilo é totalmente aceitável. Com o passar do tempo, John e Ted envelhecem e se tornam dois adultos relaxados, que passam boa parte do tempo fumando maconha, bebendo cerveja e falando palavrões. Eventualmente, vão trabalhar, mas sempre que possível procuram um motivo para escapar. John vive um relacionamento sério com Lori, que, mesmo se dando bem com Ted, sonha em ver o namorado ficando um pouco mais independente e assumindo as rédeas de sua vida. Ela é muito bem sucedida no trabalho, onde vive recebendo investidas do chefe boa pinta Rex. O longa é bastante inspirado e tem tudo para divertir o espectador. A única pessoa que parece não achar tão natural assim a relação entre os dois a namorada de John, pois o urso quer vê-lo solteiro e tenta induzi-lo a isso durante quase todo o filme. Ela não faz o tipo vilã, até consegue cativar o público. Mas se sente incomodada com a situação e tenta revertê-la. A direção ser feita por alguém com larga experiência no ramo da comédia faz diferença. Outro fator determinante para o sucesso do longa é a direção de fotografia. Michael Barrett aproveita bem os cenários de Boston e ainda posiciona a câmera de forma que não reduza ainda mais o ursinho, não fazendo com que este pareça insignificante.

 

Série/ Família da Pesada

family guy

Título Original: Family Guy

Duração: 24min

Criado por Seth MacFarlane

 

A série é um sitcom norte-americano que já está na sua 13ª temporada.  A história da série gira em torno dos Griffins, uma família disfuncional que consiste nos pais Peter e Lois; os filhos Meg, Chris e Stewie; e o seu animal de estimação, o cão antropomórfico Brian – de novo um ser inusitado ganha vida normalmente. A série é ambientada na cidade fictícia de Quahog, Rhode Island, e a base de grande parte do seu humor vem de paródias da cultura pop americana. A família foi concebida por MacFarlane após o desenvolvimento de dois filmes de animação, The Life of Larry e Larry & Steve. MacFarlane redesenhou o protagonista dos filmes, Larry e seu cachorro Steve, e rebatizou-os para Peter e Brian, respectivamente. A relação de amor e ódio de Stewie com a mãe, os problemas de auto-estima de Meg, a tolice e ingenuidade de Chris misturadas com as questões normais de um adolescente, o estilo preguiçoso e acomodado de Peter, tudo contribui para aproximar o leitor da produção. A ideia do estilo de vida comum e ao mesmo tempo inusitado a transforma em um divertimento tão grande. Family Guy foi indicada para doze prêmios Emmy e onze Annie, ganhando três de cada um. Em 2009, foi indicada ao Emmy de melhor série de comédia, sendo a primeira vez que uma série de animação é indicada para essa categoria desde The Flintstones, em 1961. A série é divertida, consegue prender a atenção do público e, ao contrário do que alguns dizem, não tem tantas semelhanças com The Simpsons que tem um humor bem mais leve.