Para se Distrair | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Para se Distrair

Para se Distrair

Heróis

Nessa semana dois filmes sobre heróis oriundos do mundo da escrita. O primeiro filme traz vários personagens clássicos da literatura.  O segundo baseado em HQ’s. Ambos valem o tempo na frente da televisão para viver junto as aventuras narradas
Liga Extraordinária

A Liga Extraordinária

Título Original: The League of Extraordinary Gentlemen

Gênero: Ficção/Histórico/Ação

Duração: 1h50

Dirigido por Stephen Norrington
Um misto de literatura e ficção cinematográfica. A história acontece no final do século XIX quando a rainha Vitória nomeia uma legião de grandes nomes da época para combater um perigoso inimigo: um gênio do crime que deseja conquistar o planeta. O misto com a literatura é bem claro, há vários personagens que saíram de livros para as telas, como Allan Quatermain (“As Minas do Rei Salomão”, de H. Rider Haggard), Mina Harker (“Dracula”, de Bram Stoker), Henry Jekyll e Edward Hyde (“Dr. Jekyll e Mr. Hyde”, de Robert Louis Stevenson), Rodney Skinner (“O Homem Invisível”, de H.G. Wells), Capitão Nemo (“20.000 Léguas Submarinas”, de Julio Verne), Dorian Gray (“O Retrato de Dorian Gray”, de Oscar Wilde), Tom Sawyer (“As Aventuras de Tom Sawyer”, de Mark Twain) e Professor James Moriarty (“The Final Problem”, de Arthur Conan Doyle). Mas para atiçar o espírito nacionalista americano, que vemos tão exaltado em vários filmes, tiveram que acrescentar a obra um personagem clássico da literatura norte-americana: Tom Sawyer. Até mesmo os produtores admitiram que a presença dele era para atrair o público interno no país. O filme tem essa riqueza de detalhes, histórias que não estão ali explicitamente contadas. Como a cena em que aparece uma revista na mesa de Allan Quatermain chamada “The Strand”, onde Arthur Conan Doyle publicou as primeiras histórias de Sherlock Holmes. Pelo enredo, pela presença de tantos personagens literários, riqueza de detalhes, fotografia e cenário, o filme vale muito a pena.

 

Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado

Quarteto Fantástico

Título Original: 4: Rise of the Silver Surfer

Gênero: Ação/Aventura

Duração: 1h32

Dirigido por Tim Story

Desde o começo deste mês os fãs do Quarteto Fantástico perderam seus HQ’s, depois de 54 anos e 645 edições a Marvel decidiu parar de lançar as aventuras do Sr. Fantástico, Tocha Humana, Mulher Invisível e Coisa. A decisão pode ter relação com esse filme, apesar da Marvel negar isso. Por causa da briga já iniciada no primeiro filme do Quarteto sobre direitos autorais. Mas não adianta chorar pelo leite derramado. Para os fãs resta assistir aos quatro na versão com movimento, afinal a adaptação para o cinema ficou muito boa e fez jus aos quadrinhos. Nesta continuação, Reed Richards (Ioan Gruffudd) e Susan Storm (Jessica Alba) estão prestes a se casar – todo mundo lembra dos olhos e cara de bobo de Reed para ela desde a primeira cena do primeiro filme. Porém, durante a cerimônia, algo estranho surge nos céus de Nova York. Trata-se do Surfista Prateado (Doug Jones), um ser alienígena que possui grandes poderes e que trabalha como arauto de Galactus, o destruidor de planetas. O Surfista veio à Terra para prepará-la para ser destruída por seu mestre, mas para atingir seu objetivo precisará enfrentar o Quarteto Fantástico.