Segunda parcela do auxílio emergencial começa a ser paga hoje | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Segunda parcela do auxílio emergencial começa a ser paga hoje

Segunda parcela do auxílio emergencial começa a ser paga hoje

O Governo Federal começa a pagar a segunda parcela do Auxílio Emergencial nesta segunda-feira (18/5). O calendário está dividido conforme as datas habituais de pagamento para quem integra o Programa Bolsa Família e de acordo com o mês de nascimento para as demais pessoas que têm direito a receber o benefício de pelo menos R$ 600.
A primeira parcela do Auxílio Emergencial também será paga para mais 8,3 milhões de beneficiários entre os dias 19 e 29 de maio. “Nós entendemos a necessidade de todos e não faltou dedicação para fazer chegar o Auxílio Emergencial a 59 milhões de brasileiros. Foi feito neste período de pouco mais de 45 dias a maior bancarização e transferência de renda que se tem notícia em toda a história do Hemisfério Sul”, destacou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, na coletiva de imprensa realizada na última sexta-feira (15/5) no Palácio do Planalto.

A segunda parcela começa a ser paga hoje e amanhã (18 e 19/5) para os beneficiários do Programa Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) finais 1 e 2, respectivamente. O crédito segue sendo feito nessa ordem, de um NIS por dia, menos no fim de semana, até o número zero, que será pago na sexta-feira (29.05). São 1,9 milhão de pessoas recebendo o auxílio diariamente e podendo sacar o benefício pelo cartão do Bolsa Família.

A partir da quarta-feira (20/5), começa o crédito nas Contas Sociais Digitais da Caixa para as pessoas que nasceram nos meses de janeiro e fevereiro e que não estão no grupo do Bolsa Família. No dia seguinte, o pagamento será para quem nasceu em março e abril, e assim por diante, saltando o domingo (24/5). O calendário serve para todas as pessoas que receberam a primeira parcela do Auxílio Emergencial até o dia 30 de abril.

Auxílio pago irregularmente a militares tem de ser devolvido
O TCU determinou a devolução do auxílio emergencial de R$ 600 pago irregularmente a militares, pensionistas e anistiados integrantes da folha de pagamento do Ministério da Defesa. Segundo o gover-no, cerca de 73,2 mil militares ativos, inativos, de carreira, temporários, pensionistas, dependentes e anistiados receberam o auxílio.