Preço da gasolina sobe novamente na região | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Preço da gasolina sobe novamente na região

Preço da gasolina sobe novamente na região
Litro da gasolina comum pode ser encontrado a R$ 4,59. | Fotos: Rodrigo Cassol/Jornal de Gravataí 

O preço do litro da gasolina comum subiu mais uma vez nos municípios de Gravataí e de Cachoeirinha. De acordo com o levantamento semanal de preços divulgado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), feito entre os dias 10 e 16 de março, em Gravataí o valor médio do combustível vendido ao consumidor está custando R$ 4,10. Ainda conforme os dados da ANP, o preço médio da gasolina em Cachoeirinha está fixado em R$ 4,35. No mês passado, um levantamento do Grupo 2M mostrou que em pelo menos quatros postos de combustíveis da Aldeia o preço encontrado para o litro da gasolina comum foi de R$ 3,89. Já em Cachoeirinha, os dois postos visitados na oportunidade apresentaram o valor de R$ 4,09.  

O presidente do Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes do RS (Sulpetro), João Carlos Dal’Aqua, disse que essa variação nos valores faz parte da nova política de preço dos combustíveis da Petrobras. “A sociedade precisa se acostumar com essas variações. Assim como houve redução no fim do ano passado, agora estamos vendo um novo aumento. Precisamos entender essa flutuações nos valores e procurar encontrar os estabelecimentos mais vantajosos às nossas necessidades”, explicou Dal’Aqua.

Entretanto, o dirigente considera que a política adotada pela estatal ainda não é a ideal. “Acredito que a Petrobras poderia adotar um modelo um pouco mais suave do que o atual, para evitar estes disparates que ocorrem. Porém, concordo que sempre devemos estar de acordo com os preços internacionais”, revelou. Segundo a Petrobras, “os combustíveis derivados de petróleo são commodities e têm seus preços atrelados aos mercados internacionais, cujas cotações variam diariamente, para cima e para baixo. Por isso, a variação dos preços nas refinarias e terminais é importante para que possamos competir de forma eficiente no mercado brasileiro”, diz a estatal através de seu site.

Gasolina chega a R$ 4,59 na região

WhatsApp Image 2019-03-20 at 17.57.24

Consumidores estão insatisfeitos com o preço do combustível.

Na tarde desta quarta-feira, a reportagem do Grupo 2M visitou cinco postos de combustíveis da região. Em um estabelecimento localizado na Avenida Flores da Cunha, em Cachoeirinha, o preço do litro da gasolina comum estava custando R$ 4,59. Para o cortador de grama Silvio Freitas da Silva, de 51 anos, o preço é “altíssimo”. “Preciso usar o meu carro todos os dias para trabalhar. Então, não tenho escolha”, contou o trabalhador. Já em outros três estabelecimentos visitados, o preço do combustível era de R$ 4,49. O valor mais barato encontrado pela reportagem foi em um posto localizado na Parada 61 da Avenida Dorival Cândido Luz de Oliveira, em Gravataí: R$ 4,45.

Para o presidente do Sulpetro, o consumidor deve levar em conta pelo menos três fatores na hora de escolher o local para abastecer seu veículo. “Preços interessantes, bons serviços oferecidos e uma localização que seja conveniente ao motorista”, explicou João Carlos. Sobre o valor do combustível, Dal’Aqua disse que os impostos são o principal elemento para elevar o preço do produto. “Temos que entender que vários fatores compõem o preço final. Porém, a carga tributária representa quase 50% do preço”, informou ele, que reconhece que os altos valores não são interessantes para os consumidores e tampouco para os postos de combustíveis.

De acordo com a Petrobras, a composição de preços ao consumidor leva em conta os impostos (46%), a realização da própria estatal (30%), o custo etanol anidro (13%) e a distribuição e revenda (11%). O período de coleta das informações da composição do valor ocorreu entre os dias 10 e 16 de março de 2019.