Mulher assaltada em supermercado aguarda por uma solução | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Mulher assaltada em supermercado aguarda por uma solução

Mulher assaltada em supermercado aguarda por uma solução

por Dijair Brilhantes

Na noite de 31 de janeiro, a administradora de empresas Rose de Assis, havia feito algumas compras em um Shopping em Porto Alegre. Antes de ir para casa resolveu passar no Supermercado Nacional, na Avenida Flores da Cunha, em Cachoeirinha, algo que costuma fazer com certa frequência.

Ao sair do interior da loja, foi até o estacionamento do estabelecimento comercial quando foi abordada por um indivíduo. Ele ameaçou Rose com um revólver, e pediu a ela que entregasse a bolsa e as chaves do carro. Segundo a vítima havia um casal que estava junto com o assaltante em outro carro. “Na hora não me dei conta, pois eu estava muito nervosa, mas havia um casal junto com o assaltante, eles me mandaram calar a boca e entregar minha bolsa”, conta a vítima.

Rose teve seu veículo Aircross, levado pelo assaltante, durante a fuga, o ladrão colidiu o veículo contra outro carro na Avenida Flores da Cunha e o abandonou no local.

A vítima teve seus documentos roubados, além de cartões de crédito, objetos pessoais, e cerca de mil reais em dinheiro.

Prejuízo

Rose diz que o conserto do carro custou em torno de 10 mil reais. “Ainda bem que eu tenho seguro, daí só paguei a franquia, que foi R$ 2,5 mil, mas o resto eu perdi tudo”, disse a vítima.

A administradora diz ter procurado os gestores do supermercado para tentar algum ressarcimento, já que o assalto ocorreu no estacionamento do mercado, mas não obteve retorno. “Tentei falar com eles na noite do roubo, e nos dias posteriores ao acontecimento,  mas eles me disseram que da porta da loja para fora a responsabilidade não era deles”, lamenta.

Um funcionário teria dito para Rose que aquele era o quinto assalto no local naquele mês. “Vou ter que procurar meus direitos na justiça”, conclui.

Conforme o gerente do Supermercado Nacional de Cachoeirinha, Frank Rosa, esse foi um caso isolado de assalto no supermercado e que a vítima em momento algum procurou a gerência para relatar o acontecido. “Não fomos procurados pela vítima nem no dia e nem depois do acontecido”, diz o gerente. Segundo Frank a loja e o estacionamento tem seguro, e que tudo que ocorre tanto do interior do mercado quanto no estacionamento, são de responsabilidade do Nacional. “Temos uma seguradora para ressarcir os clientes nesses casos”, diz Frank.

Segundo o gestor já há um processo de licitação em andamento para que seja colocada uma empresa de segurança privada no estacionamento do Supermercado Nacional. “Esse processo licitatório para colocarmos um segurança no estacionamento começou bem antes desse acontecimento”, falou Frank Rosa.