Miki Breier participa de reunião para discutir mapa da violência no estado | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Miki Breier participa de reunião para discutir mapa da violência no estado

Miki Breier participa de reunião para discutir mapa da violência no estado

A elaboração de um Mapa da Violência no Estado foi proposta pelo secretário da Justiça e dos Direitos Humanos, César Faccioli, em reunião da Câmara Temática do Programa de Promoção da Paz e Prevenção ao Uso Indevido de Drogas. O levantamento, segundo Faccioli, permitirá a identificação das regiões, municípios e até bairros onde a incidência da drogadição é maior e por onde o programa deve começar a ser aplicado.

Uma das possibilidades levantadas foi a implantação de equipes de saúde da família nas áreas de aplicação do projeto. Segundo o representante da Secretaria da Saúde, Alberto Tomasi, nas regiões onde há o programa Saúde da Família  a redução dos índices de internações hospitalares é de 50%. A partir desse novo programa, a missão das equipes do Saúde da Família será reforçada para atendimento multidisciplinar.

O secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social, Miki Breier, que também participou da reunião, destacou a importância de o colegiado construir um programa consensual com conceitos bem definidos para a obtenção do resultado esperado.

O diretor do Departamento de Políticas sobre Drogas da Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos, Rangel Cardoso, disse que a Câmara Temática já reuniu diferentes órgãos públicos estaduais, Brigada Militar, Tribunal de Justiça, Correios e Telégrafos, Ministério Público e Polícia Federal na busca de informações para a elaboração do inventário sobre os diferentes projetos de enfrentamento às drogas existentes no Estado.

Os primeiros recursos para aplicação do programa virão do leilão de 700 veículos apreendidos pela Polícia Federal e de outros 4 mil em poder do Judiciário. Rangel Cardoso informou ao grupo de trabalho a existência de bens confiscados que estão disponíveis para uso ou leilão, assim como imóveis para destinação social. Também participaram da reunião representantes da Secretaria da Segurança Pública.