Creches privadas deverão ser videomonitoradas | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Creches privadas deverão ser videomonitoradas

Creches privadas deverão ser videomonitoradas

Na semana passada em sessão na Câmara, os vereadores de Cachoeirinha aprovaram, por unanimidade, o projeto de lei 25/2015, elaborado pelos vereadores Felisberto Xavier (PV), Jack Ritter (PSB), Antônio Teixeira (PSB), Rosane Lipert (PT),  que prevê a instalação de circuito de videomonitoramento em todas as salas de creches particulares do município. Com a lei, os pais poderão acompanhar as atividades dos filhos a qualquer momento através  internet.

A expectativa do vereador Felisberto Xavier é de que a lei seja sancionada pelo  prefeito Vicente Pires (PSB), nos próximos dias. “Eu tenho convicção que o prefeito vai sancionar, e ainda vai ajudar a fiscalizar as creches para que cumpram a lei”, falou Xavier. Se aprovada,  as creches terão seis meses para se adequarem a nova legislatura. Xavier pretende que no futuro a lei seja expandia também as creches do município. “Inicialmente o projeto previa que as creches municipais também tivessem que instalar câmeras, mas como tem as questões dos custos ao município ela teve que ser inicialmente revista”, concluiu o vereador.

Projeto

O projeto partiu de uma iniciativa popular, depois de um acaso de agressão contra crianças que frequentavam uma creche no Bairro Parque da Matriz, no início de março deste ano. Uma câmera escondida em um carrinho de bebê gravou as imagens das agressões. O caso foi registrado na 1º Delegacia de Polícia de Cachoeirinha e encaminhado ao Conselho Tutelar.

Para Liliane Pappen, mãe de uma das crianças agredidas no Parque da Matriz entende que a medida pode tranquilizar os pais. “se o monitoramento for online é ótimo, ficarei mais tranquila”, falou Liliane. Mesmo assim Liliane faz um questionamento. “Mas caso se comprove as agressões qual será a punição? porque a Santina (diretora acusada de agredir as crianças na creche do Parque da Matriz) continua nua boa, sem nenhum tipo de punição”, argumenta Liliane.

 

Abaixo alguns itens do projeto

–  Dispõe sobre a obrigatoriedade de instalação de câmeras de vídeo em estabelecimentos de ensino pré escolar.

–  As câmeras de segurança e monitoramento de que trata o artigo antecedente deverão ser instaladas de forma que os pais dos alunos tenham visão dos mesmos ao longo da permanência nas instalações destes estabelecimentos.

–  Quando solicitado, a entidade de ensino deverá fornecer aos pais e responsáveis, no prazo de dois dias, uma cópia das imagens gravadas, devendo ser armazenadas, para tal fim, por no mínimo, sessenta dias.

 

O que dizem os vereadores criadores do projeto

O fundamental desse projeto e garantir a segurança e a integridade física e moral das nossas crianças. Apesar de importante, e um projeto que nos entristeceu em fazer, pois a infância deveria ser imaculada para quem cuida dela, seja nas escolas, ou nas instituições de recreação. mas acredito que os pais, deverão aceitar com alegria e comodidade tal proposta

Jack Ritter, Vereadora pelo  PSB

jaque

Este projeto se estabelece como ação protetiva, após fasto de violência contra crianças ocorrido em Escola de Educação Infantil no bairro Parque da Matriz, em Cachoeirinha este ano. Este encaminhamento foi tirado em reunião da Comissão de Educação.

 

Vereadora Rosane Lipert – Vereadora pelo PT.

Jaqueline

O ideal seria, que não fosse necessário. Mas creio que será um avanço na questão de segurança e educação em nosso município, uma tecnologia que vai servir para melhorar os serviços em Cachoeirinha.

Antônio Teixeira, Vereador pelo PSB

antonio Teixeira

 

 

Não importa quem criou a lei, o importante é que daqui  em diante, nunca mais se ouça falar de um caso de agressão contra crianças em Cachoeirinha. O episódio do Parque da Matriz foi muito triste, nossa cidade foi noticia na imprensa do estado todo, não queremos mais isso.

Felisberto Xavier – Vereador pelo PV

xavier