Cachoeirinha registra menos homicídios | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Cachoeirinha registra menos homicídios

por Dijair Brilhantes

No primeiro trimestre de 2015, o município de Cachoeirinha registrou dois homicídios a menos em relação ao mesmo período do ano passado. Entre janeiro e março de 2014, 13 pessoas haviam sido mortas na cidade, este número caiu para 11 em 2015.

Em compensação, o número de roubos de veículos cresceu consideravelmente na cidade. Nos primeiros três meses de 2014, 67 veículos foram roubados e no primeiro trimestre deste ano, o número chegou a 107. Segundo Rafael Teixeira, um dos investigadores da 1º Delegacia de Polícia de Cachoeirinha, os dados preocupam. “Esses crimes de roubo de veículo fazem com que haja um grande giro de dinheiro”, explica Rafael. A falta de punição também é um agravante. “Crime cometidos contra patrimônio costumam ter penas muito brandas, o que faz com que os criminosos saiam do presídio e voltem a cometer os mesmos crimes”, falou o investigador.

Queda da criminalidade no estado

A Secretária de Segurança Pública divulgou no início deste mês que as ações promovidas pela pasta ajudaram a diminuir o número de crimes no estado.

Os crimes de latrocínio (roubo com morte da vítima) tiveram redução de 46,3% no Rio Grande do Sul, no primeiro trimestre de 2015, em comparação com o mesmo período do ano passado. Houve quedas também de extorsão mediante sequestro (62,5% menos), estelionato (23,2%), homicídios (5,2%) e furtos (9,1%).

O secretário da Segurança Pública, Wantuir Jacini, afirma que a queda ocorreu em razão da mudança de estratégia adotada este ano. “Conseguimos baixar estes índices com ações em dois eixos principais, nas 19 cidades onde 80% dos delitos acontecem, e com prevenção e repressão da violência”, ressalta.

Plano estratégico

A Secretaria da Segurança Pública vem trabalhando com um plano estratégico focado na diminuição, principalmente, dos crimes que causam maior impacto na população. Entre eles, estão homicídio, tráfico de drogas, roubo e furto.

De acordo com o Departamento de Gestão de Estratégia Operacional da SSP, ainda resta diminuir roubos de veículos (que tiveram aumento de 23,1% no primeiro semestre) e outras formas de roubo (crescimento de 24%). Os dados foram computados dia 7 de abril.