Após três meses, Moradas do Bosque avança | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Após três meses, Moradas do Bosque avança

Após três meses, Moradas do Bosque avança

por Dijair Brilhantes

Depois de alguns meses percorrendo diversos bairros em Cachoeirinha, para saber quais as necessidades da população, resolvemos retornar o Bairro Moradas do Bosque para ver o que mudou, após a publicação da matéria “Moradas do Bosque, um bairro sem estrutura”, veiculada no dia 9 de fevereiro.

O Moradas do Bosque é um dos bairros mais jovens do município, em fevereiro deste ano moradores queixavam-se da falta de estrutura.  A obra da escola estava parada, a praça de lazer das crianças abandonada.

Um cano de esgoto que sai das residências desembocava na ruas, o que deixava um forte cheiro de esgoto. A iluminação pública deixava a desejar, não havia postes de luz na entrada do bairro. A maior queixa era referente ao lixo descartado nos terrenos baldios a beira da via.

Escola e lazer

Apesar de ainda inacabada, a Escola está com as obras em andamento, no local havia máquinas e homens trabalhando, o prazo final para a entrega da obra, 18 de junho, dificilmente será comprido, pois ainda faltam muitas etapas para serem concluídas até o término da obra. Os moradores aguardam ansiosos. “A obra da escola está andando, mas parece interminável”, diz Tatiane Barcellos, moradora do Moradas do Bosque. “O problema é que afeta a segurança, porque o local acaba juntando marginais”, explica a moradora.

A praça que estava abandonada passou por uma limpeza, o mato que tomava conta foi aparado, hoje as crianças conseguem freqüentar o local, o local voltou a ser de lazer.

Saúde

A unidade básica de saúde mais próxima segue sendo o Caic, que fica localizado no Bairro Granja Esperança, o problema não chega a ser a distância, mas a demanda, já que o posto precisa atender além do Moradas do Bosque, a Granja e o Chácara das Rosas. “O posto que eu costumo usar é o 24 horas, mas às vezes faltam médicos”, diz Vitor Hugom morador do Moradas do Bosque há 8 anos.

Os moradores entendem que a saúde e a segurança precisam de melhores cuidados por parte das autoridades do município. “A saúde e a segurança aqui como em todos os outros bairros precisam ser priorizadas, eu tenho plano de saúde, mas vejo pessoas que não tem passarem trabalho”, diz Tatiane Barcellos.

Segurança não era problema 

Quando a reportagem do jornal Correio de Cachoeirinha foi até o Moradas do Bosque em fevereiro deste ano, a segurança era considerada tranqüila, diferente da maioria dos bairros da cidade. Hoje a situação preocupa os moradores, casas e comércio estão protegidas por grandes. “Eu fui assaltada há alguns meses atrás, por isso coloquei a grade, os assaltos aumentaram bastante, tanto no comércio quanto nas paradas de ônibus”, diz a comerciante Madalena Borges.

A comerciante Madalena Borges, diz estar traumatizada com o assalto sofrido ainda este ano no seu estabelecimento comercial, hoje ela só abre a grade da loja após identificar o cliente

A comerciante Madalena Borges, diz estar traumatizada com o assalto sofrido ainda este ano no seu estabelecimento comercial, hoje ela só abre a grade da loja após identificar o cliente

Segundo Madalena falta policiamento, ela nota pouco a presença de policiais na região, o que deixa a sensação de insegurança. “Falta policiamento, até melhorou um pouco, mas ainda me sinto muito insegura”, lamenta.

Medo dos assaltos fez comerciantes colocarem grades nas portas, há alguns meses uma onda de crimes amedrontou o Moradas do Bosque, atualmente a situação parece mais tranquila

Medo dos assaltos fez comerciantes colocarem grades nas portas, há alguns meses uma onda de crimes amedrontou o Moradas do Bosque, atualmente a situação parece mais tranquila

Algumas residências também foram arrombadas, o que fez com que moradores investissem mais em grades e cercas elétricas.

Segundo o proprietário da Madeireira Machado, Cassiano de Jesus, a segurança esteve bem ruim, mas já dá para perceber melhorias. “Estavam ocorrendo muitos assaltos, mas deu uma melhorada, a Brigada Militar botou policiais a paisana, e até a Guarda Municipal está fazendo ronda agora por aqui”, contou Cassiano. “Algumas casas também foram arrombadas, mas a polícia prendeu um assaltante em cima de um telhado”, conta Cassiano.

Também comerciante, Cassiano Machado diz que assaltos assustaram comerciantes locais, mas que o reforço na Brigada Militar e da Guarda Municipal ajudou a sanar o problema

Também comerciante, Cassiano Machado diz que assaltos assustaram comerciantes locais, mas que o reforço na Brigada Militar e da Guarda Municipal ajudou a sanar o problema

O esgoto segue

O cano de esgoto que sai das residências continua correndo a céu aberto, o cheiro forte ainda está lá. O riacho deve continuar transbordando e incomodando durante as fortes chuvas que deverão vir durante o inverno. O lixo segue sendo descartado nos terrenos vazios. “O lixo é demais, o mato toma conta do bairro, ele ficam mais de um ano sem cortar”, lamenta Tatiane.

Um dos problemas relatados por moradores do bairro, segue sem solução, o cano de esgoto que sai das residências continua correndo a céu aberto, o cheiro forte ainda incomoda a população

Um dos problemas relatados por moradores do bairro, segue sem solução, o cano de esgoto que sai das residências continua correndo a céu aberto, o cheiro forte ainda incomoda a população

 

Além de lixo doméstico e resto de obras, diversos monitores de computadores antigos foram descartados na beira da Rua Nildo Hainzereder Schutz, a mais movimentada do bairro. A coleta de lixo seletiva ainda não chegou ao Moradas do Bosque. A quantidade de cachorros de rua diminuiu, mas ainda é possível ver alguns espalhados pelo bairro.

Iluminação

Uma dos pedidos da população foi atendido, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos instalou sete postes de iluminação pública, com duas lâmpadas cada, ao longo do canteiro central da Avenida Adelaide Rolim de Moura, na entrada do loteamento. “Antes havia apenas dois postes pequenos, que estavam danificados, eles foram estragando e não tiveram manutenção. Além disso, eles estavam distribuídos nas laterais da rua. Os novos têm sete metros de altura com duas lâmpadas cada, ou seja, agora são catorze lâmpadas iluminando toda a via”, falou Jorge Antônio da Silva, Secretário de Serviços Urbanos.

Secretaria Municipal de Serviços Urbanos instalou sete novos postes de iluminação pública, além da beleza, as novas luzes dão mais segurança ao bairro. (Fernando Planella/PMC)

Secretaria Municipal de Serviços Urbanos instalou sete novos postes de iluminação pública, além da beleza, as novas luzes dão mais segurança ao bairro. (Fernando Planella/PMC)

Moradores gostaram da nova iluminação, mas pedem que outras ruas do bairro também sejam atendidas. “A iluminação na entrada do bairro ficou boa, mas é preciso fazer o mesmo próximo aos pontos de ônibus, para ajudar na segurança”, disse Vitor Hugo.

Aos poucos os problemas no Moradas do Bosque começam a ser resolvidos, o jornal seguirá acompanhando as reclamações da comunidade e os avanços das obras e melhorias realizadas pelas autoridades nos bairros da cidade.