Andar de ônibus pode custar ainda mais caro | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

Andar de ônibus pode custar ainda mais caro

Andar de ônibus pode custar ainda mais caro

por Dijair Brilhantes

Está previsto para a tarde de hoje na Câmara de Vereadores de Cachoeirinha uma reunião com membros da Empresa Stadtbus, concessionária responsável pelo transporte de passageiros na cidade, membros do conselho municipal de transporte e a comunidade. Em pauta, mais um aumento na tarifa das passagens de ônibus. Caso seja aprovado esse será o terceiro reajuste em um ano. Um dos representantes da Frente de Luta pelo Transporte Público diz não entender os constantes reajustes que a passagem de ônibus do município vem sofrendo. “Os dados da planilha são apresentados na reunião, apenas sabemos que eles alegam prejuízo financeiro em operar na cidade, mesmo cobrando R$ 2,95 por passageiro, recebendo mais de R$ 100 mil mensais da prefeitura em subsídios e tendo isenções fiscais”, falou um dos líderes do grupo.

Membros da Empresa Stadtbus, do Conselho Municipal de Transporte e a comunidade se reúnem hoje para debater um novo aumento das passagens de ônibus em Cachoeirinha

Membros da Empresa Stadtbus, do Conselho Municipal de Transporte e a comunidade se reúnem hoje para debater um novo aumento das passagens de ônibus em Cachoeirinha

Aumento no apagar das luzes

Em dezembro do ano passado esses mesmos grupos se reuniram para decidir um possível aumento nas tarifas, o que acabou sendo vetado pelo conselho de transporte. Na ocasião a Stadtbus havia protocolado um pedido de aumento de 26,7%, que elevaria as passagens de R$ 2,85 para R$ 3,61, não aprovado, já que em maio do mesmo ano o Conselho Municipal de Transportes já havia aprovado um aumento de aproximadamente 10% na tarifa de ônibus.

Mesmo após ter sido vetado pelo Conselho na reunião, nos últimos dias do ano o Prefeito Vicente Pires autorizou por decreto um reajuste de R$ 0,10 por passagem. Na época o chefe do executivo alegou que entendia ser abusivo o valor de R$ 3,60, mas, após estudo de uma companhia contratada pelo município chegou-se ao valor de R$ 2,92, arredondado para cima pela prefeitura, chegando aos R$ 2,95.

Além de caro, ineficiente

Representantes do grupo Frente de Luta pelo Transporte Público, dizem que além dos altos valores que a empresa sugere, o transporte é ineficiente, segundo os mesmos só passam lotações nas paradas. “Faltam horários, itinerários, qualidade e transporte integrado. A empresa coloca mais lotações para obrigar a população a pagar mais caro. E ainda descumpre a lei e transporta passageiros em pé, mesmo cobrando R$ 4,00”, diz um dos membros do grupo. “Sem falar que a Stadtbus está operando fora da lei, basta olhar o artigo 142, lá está escrito: é proibido o monopólio do transporte publico”, conclui.

Contato

A redação do Jornal Correio de Cachoeirinha tentou durante todo o dia de ontem contatar o gerente da Stadtbus, para saber os motivos do aumento, o mesmo não foi encontrado.

Os vereadores Antônio Teixeira (PSB), Brinaldo Mesquita (PMDB), Felisberto Xavier (PV), Gelson Braga (Solidariedade), João Tardeti (PSB), Jussara Caçapava (PSB) e Jacqueline Ritter (PSB), foram contatados previamente por e-mail e por telefone de seus assessores, mas não quiseram se pronunciar, assim como o líder de governo na câmara, vereador Rubens Otávio (PTB).

O vereador Edson Cordeiro (PRB) não foi possível o contato via telefone.

Confira o que os vereadores falaram sobre o aumento:

Ninguém é a favor do aumento, embora eu ache que é necessário recalcular o custo, já que a empresa alega que eles estão tendo prejuízo. Se houver algum aumento que seja justo, não este que estão propondo.

Marco Barbosa – PSB

  Marco 

 

 

Eu sou contra mesmo é a politica econômica do governo Dilma, onde sobe tudo. Uma série de coisas está aumentando, não tem como ser a favor ou contra, porque como subiu o diesel a empresa deve ter seus motivos para querer aumentar a passagem.

Renato Sparremberguer – PSB

Renato

 

Inicialmente sou contra o aumento. É uma situação difícil, pois não se pode negar os aumentos no preço dos combustíveis proporcionados pelo governo federal, bem como a crise econômica e a volta da inflação.

Francisco Belarmino – PMDB

 Francisco

 

Primeiro o conselho tem que se posicionar, e ver os motivos que levam a empresa a pedir o aumento. Ninguém é a favor de aumento nenhum, por enquanto os vereadores não precisam se posicionar, lá na frente é que vamos decidir.

Nelson Martini – PTB    

Nelson 

 

Sou contra o aumento das passagens, mas reconheço que a inflação está numa crescente e fatalmente os aumentos virão. O que os vereadores têm que fazer é examinar a planilha de custos da empresa de ônibus e verificar se o aumento não é abusivo. Fiscalizar é uma das principais funções do vereador.

Mauricio Medeiros – PMDB

Mauricio Medeiros

 

Sou contra o aumento da passagem e a todo e qualquer aumento que seja abusivo para o contribuinte. Porque tais aumentos tem que ser muito bem estudados, levando em consideração principalmente as condições atuais da população.

Deoclécio Mello – Solidariedade

Deoclecio Mello 

 

Sou contra o aumento da passagem. Quem conhece a minha caminhada sabe que sempre me posiciono contra o aumento, desde quando era a  Vicasa . Que os serviços prestados são de péssimas qualidade, as planilhas de custo apresentadas pela empresa são questionáveis. A camada da população mais atingida são os trabalhadores.

Rosane Lipert – PT

Rosane 

 

Sou contra porque o último aumento de dez centavos aconteceu de maneira irregular mediante decreto do Prefeito, porque a empresa recebeu quase um milhão em isenção de ISS e porque não cumpre horários.

Irani Teixeira, PCdoB

Irani Teixeira