"A comunidade queria carnaval, então teremos carnaval" | 2M Notícias

Edições Online

Capa Gravataí Capa Cachoeirinha Capa Sto Antonio

“A comunidade queria carnaval, então teremos carnaval”

“A comunidade queria carnaval, então teremos carnaval”

por Dijair Brilhantes

Foi assim que surgiu o Bloco carnavalesco Vasco da Granja, no Bairro Granja Esperança. Segundo um dos fundadores do bloco, Anderson Farinha, cada festa que ele organizava na Associação de Moradores, ele sempre ouvia o pedidos dos moradores para que eles montassem uma escola de samba, daí surgiu a ideia de criar o Bloco Vasco da Granja.

“Nós tínhamos um grupo de pagode, e sempre tocávamos nas festas da associação, e sempre ouvimos pedidos para que fizéssemos uma escola de samba ou bloco de carnaval, então fizemos” contou Farinha.

Este é o primeiro ano que o Vasco da Granja irá desfilar, o que gera expectativa tanto na comunidade quanto no organizador do bloco. “Para mim é um desafio pessoal, eu nunca desfilei em escola ou bloco, e organizar é muito difícil, pois a comunidade pediu a criação da escola, mas muitos sumiram agora”, disse Farinha.

Conforme Anderson Farinha, o bloco terá em torno de 70 pessoas, todas uniformizadas com as camisas do bloco. Os uniformes são doações e da verba de patrocínio conseguido pelos organizadores.

Verba e burocracia

O coordenador do Bloco Vasco da Granja diz que acha suficiente a verba prometida pela secretaria de cultura do município. “Com os cinco mil reais prometidos é possível fazer um bom carnaval”, disse Farinha.

Segundo Farinha o problema agora são as burocracias criadas e o pouco tempo para resolver as questões de documentação. “Tivemos reuniões o ano todo junto a Liga, e agora em cima da hora eles querem exigir documentos”, lamenta. “Não sou contra a exigência de abrir uma empresa com CNPJ para receber a verba, o problema é fazer as exigências agora, temos que correr contra o tempo para botar o bloco na rua”, conclui.

O Bloco Vasco da Granja irá desfilar na Praça da Juventude no Bairro Granja Esperança. A apresentação está marcada para o dia 27 de fevereiro, e os organizadores prometem botar a comunidade para dançar.